Acalanto


Assista nos planos:

Produção: Breno Baptista, Carolinne Vieira

Fotografia: Alê Samori, Guilherme Silva

Roteiro: Arturo Saboia

Som Direto: Pedro Diogenes

Direção de Arte: Dayse Barreto, Mariana Nunes

Câmera: Arturo Saboia

Figurino: Dayse Barreto, Mariana Nunes

Produção Executiva: Maurí­cio Macedo

Assistente de Produção: Mariana Gomes

Still: Filipe Acácio

Estagiários: Bárbara Cabeça, Clara Campos

Produção de Arte: Mariana de Castilho

Montagem: Beto Matuck, Leonardo Mouramateus, Salomão Santana

Trilha Sonora: Luiz Oliviéri

Assistente de som: Breno Furtado

Preparação de Elenco: Andréia Pires

Tradução: Bianca Benedicto

Produção Associada : Cristine Ribeiro, Dona Bela Amores & Filmes, Marcelo Dí­dimo

Design Gráfico: Yuri Leonardo

1º Assistente de Direção: Leonardo Mouramateus, Lí­lian Cunha, Samuel Brasileiro

1° assistente de fotografia: Chico Alencar

Uma senhora analfabeta busca amenizar a saudade do seu filho ao solicitar à um conhecido para que leia diversas vezes a mesma velha e única carta enviada há dez anos por seu filho. Através dessas leituras, uma bonita amizade e cumplicidade é criada entre os dois.
Melhor Atriz no Festival de Gramado em 2013
Melhor Direção de Arte no Festival de Gramado em 2013
Melhor Filme no Festival de Gramado em 2013
Melhor Filme - Júri Popular no Festival de Gramado em 2013
Melhor Trilha Sonora no Festival de Gramado em 2013
Festival de Gramado
Festival de Cannes
Synapse Produções Ltda
Envie o seu comentário
Faça login ou se cadastre para comentar a obra.
Carregar mais comentários
Envie o seu comentário
Após aprovação, seu comentário será publicado e enviado para o diretor do filme. | Normas para publicação

Relatos de Professores (0)
Utilizou este filme em suas aulas? Relate sua experiência!
23 min
2013
Brasil
MA
LIVRE

Diretor: Arturo Saboia, Salomão Santana

Elenco: Léa Garcia, Luiz Carlos Vasconcelos, Mirella Granucci, Salomão Santana

Sinopse: Uma senhora analfabeta busca amenizar a saudade do seu filho ao solicitar à um conhecido para que leia diversas vezes a mesma velha e única carta enviada há dez anos por seu filho. Através dessas leituras, uma bonita amizade e cumplicidade é criada entre os dois.

Alugue